Laboratórios de Pesquisa da Universidade de Sorocaba

A infraestrutura do PPGPTA da UNISO inclui um conjunto de dez Laboratórios de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico, equipados com recursos FINEP/FAPESP/CNPq, destinados ao desenvolvimento de projetos de pesquisa e atividades de inovação, sendo nove localizados no campus Cidade Universitária e um no Parque Tecnológico de Sorocaba, que é um grande parceiro da instituição.

Laboratório de Biofilmes e Bacteriófagos (PhageLab )

O PhageLab conta com espaços separados e dedicados para: desinfecção de materiais; sala de estudos equipada com computadores e ligação à internet, para professores e alunos de pós-graduação; espaço para manipulação de células e culturas bacterianas e bacteriófagos onde estão localizadas as cabines de segurança biológica; e sala geral, onde estão localizados todos os demais equipamentos e bancadas de trabalho. O Laboratório tem como objetivo básico realizar trabalhos de pesquisa com bacteriófagos visando (I) ao desenvolvimento de sistemas de biodetecção bacteriana, (II) à criação de dispositivos médicos inovadores para delivery de partículas bacteriofágicas no combate a infecções bacterianas humanas e animais, e (III) ao biocontrole de contaminações bacterianas nas áreas ambiental e alimentícia.

Laboratório de Biomateriais e Nanotecnologia da Universidade de Sorocaba (LaBNUS)

Laboratório de Pesquisa dos Programas de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas e em Processos Tecnológicos e Ambientais. Investigação na área de Biomateriais e Nanotecnologia para tratamento e prevenção de doenças, aplicação ambiental e agrícola.

Laboratório de Avaliação de Bioatividade e Toxicologia de Nanomateriais (LABITON)

O LABITON possui quatro subdivisões, um espaço para trabalhos realizados com fungos, um espaço para trabalhos realizados com bactérias, um espaço para análises in vitro com culturas celulares e um espaço para análises genéticas e manipulação de materiais. Como principal atividade, o LABITON sintetiza nanopartículas biogênicas metálicas para aplicação nas áreas agrícola, ambiental e da saúde, e realiza também análises toxicológicas in vitro e de genética toxicológica. É um laboratório de pesquisa que desenvolve atividade em cooperação com grupos da própria Universidade, assim como diferentes empresas e universidades brasileiras e do exterior. Vários projetos desenvolvidos contam com financiamento de agências de fomento brasileiras e estrangeiras.

Laboratório de Física nuclear Aplicada (LAFINAU)

O LAFINAU foi implantado na Uniso em 1997, com financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). Neste espaço, realizam-se todos os tipos de ensaios físicos e químicos que utilizam radiações ionizantes, como: Raios-Gama, Raios-X e Elétrons. Os principais equipamentos e análises feitas neste laboratório são: a) Inspeções de materiais por tomografia computadorizada; b) Análise da constituição química elementar (podemos detectar e quantificar elementos químicos do sódio até o urânio, a partir de 1 ppm) via Fluorescência por Raios-X; c) Análise por Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV), com resolução espacial de 4 nm.

Laboratório de Processamento de Imagens e Sinais (LAPISUS)

O LAPISUS foi criado com auxílio da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP). Possui como equipamento principal um Microscópio Eletrônico de Varredura (MEV), modelo JSM-IT200A, fabricado pela empresa JEOL. Além da análise de superfície com resolução espacial que pode chegar a 4 nano metros, o MEV possui acoplado detector de EDS que permite efetuar análise elementar. As imagens obtidas pelo MEV podem ser processadas por software especial, permitindo a visualização tridimensional da superfície analisada. A análise EDS fornece resultados quali-quantitativos da região analisada.

Laboratório de Materiais e Tecnologias de Ensino (LabMaTE)

LABORATÓRIO DE MATERIAIS E TECNOLOGIAS DE ENSINO (LabMaTE) 40 m2, FINEP/FAPESP. Equipamentos: Picnômetro a gás, microscópio metalográfico e servidor. São também objetos deste o desenvolvimento e avaliação de novas ferramentas (como simuladores, programas de computador, etc.). Nele desenvolvem-se ensaios com materiais em Picnômetro a gás, microscópio metalográfico; desenvolvimento e avaliação de novas ferramentas como simuladores, programas de computador, etc.

Laboratório de Microbiologia Industrial e Processos Fermentativos (LaMInFe)

O LAMINFE trabalha com a produção e purificação de biomoléculas e biomateriais produzidos por microrganismos e que se aplicam em diversos segmentos industriais, como médicos, farmacêuticos, alimentícios, odontológicos, ambientais entre outros.

Laboratório de Pesquisas em Toxicologia (LAPETOX)

O LAPETOX é composto de duas unidades. As principais linhas de pesquisa desenvolvidas são: Bioquímica, nutrição e estresse oxidativo; Toxicologia Ambiental e Biorremediação de compostos como metais e medicamentos. Um grande diferencial são os estudos pré-clínicos, tanto para avaliação de substâncias naturais quanto sintéticas, e bioprodutos voltados para a engenharia biomédica e de biotecidos. O LAPETOX conta com toda estrutura de biotério (isoladores microambientais) e laboratorial (equipamentos automatizados para análise bioquímica, hematológica e histológica).

Laboratório de Propriedades Termofísicas (LPT)

LABORATÓRIO DE PROPRIEDADES TERMOFÍSICAS (LPT): 40 m2, FAPESP. Equipamentos: usados para medir condutividade térmica e difusividade térmica de materiais sólidos, líquidos ou pós e também realizar alguns processamentos simples de cerâmicas e metais. Nele desenvolvem-se pesquisas sobre materiais sólidos, líquidos ou pós, e suas propriedades térmicas e físicas.

Laboratório Semi-industrial Farmacêutico (LIF)

Laboratório utilizado para atividades relacionadas ao ensino na Graduação e Pós-Graduação, tais como: atividades de pesquisa e prestação de serviço; caracterização físico-química de formas farmacêuticas sólidas; ensaios para liberação de fármacos e definição do modelo matemático para caracterização do perfil de liberação; estudos, ex-vivo, de permeação gastrointestinal de compostos bioativos; e avaliação e caracterização do desempenho de pré-misturas durante e após compactação.
Equipado para fabricação e controle de qualidade de comprimidos e outras formas farmacêutica, conta com os seguintes equipamentos disponíveis: misturador de pós, malaxadeira, máquina rotativa 8 estações para compressão e obtenção de comprimidos, punções com diferentes tamanhos e formatos para compressão, misturadeira planetária para formulações líquidas e gelatinosas, e envasadora de líquidos.

Sthemda Lab

Laboratório de inovação e criação no qual o aluno e o professor têm autonomia para desenvolver projetos e ampliar os seus conhecimentos, visando também à integração de todos os componentes curriculares da Universidade. O intuito é inserir os participantes dentro do universo da cultura maker, ou seja, permitir que coloquem a mão na massa e desenvolvam seus projetos. Aberto também à comunidade. O espaço oferece atividades como workshops, treinamentos e oficinas com estrutura de áudio e vídeo para demonstrações. A estrutura contempla máquinas e equipamentos modernos e intuitivos, como: máquinas de corte a laser, impressoras 3D, Router, centro de usinagem e torno cnc, injetora, extrusora, termoformagem a vácuo, estufas, softwares de projetos para manufatura e criatividade. O Sthemda conta com colaboradores especializados e estagiários multidisciplinares.

ConveyThis